Dom Will

Ars Gratia Artis

Mês: novembro 2014

Procrastinação poética

“Soneto” que amanhã eu faço.

=Dom

Sofia

Adjetivo e Desinência
copularam…

Fez-se no gesto a gestante
e por falta de melhor substantivo,
chamaram “Poesia” à recém-nascida.

=Dom

Bom Poeta

Me perguntaram se me achava um bom poeta.
Claro que não, homessa!
Os poetas bons são um saco!!
Prefiro, e isso digo mil vezes,
ser um poeta mal – muito mais divertido…

=Dom
(Autobiografia não autorizada)

Ab ovo

Desculpem, mas vamos ser sinceros:
os advogados apelam!

=Dom

Prática do velho ditado

Cão que ladra não morre…

=Dom

Os véus, Oh Céus!

Enquanto gritam por guerra – ferra
A máscara cai por terra – erra
A dívida se perfaz

Enquanto gritam por nome – fome
A alma vazia some – come
A Terra reclama paz

(…)

A injustiça a Deus se eleva – Eva
Cobrem seus rostos com véus – Céus
Grita o aflito sem nome – tome
Canta um soneto por paz – faz

Sou eu quem escreve este verso – peço
Que apenas não cantem mais – paz
Sou eu o poeta sem nome – fome
Sou eu o poeta sem mais – ais

=Dom

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén